terça-feira, 22 de abril de 2008

A Terra Agoniza

Por Federico Meléndez V.*

Desde 1970, 22 de Abril é o Dia da Terra, uma data para venerar, refletir e advertir sobre as más práticas ambientais de estados, governos e empresas.

Em 1970, 22 de abril (equinócio de primavera no hemisfério norte), se celebrou pela primeira vez o Dia da Terra. Mais de 20 milhões de pessoas responderam à convocação, estabelecendo em suas comunidades, universidades e colégios, uma plataforma de difusão e discussão sobre o meio ambiente e seus principais problemas, onde se sobressaem o desmatamento massivo das florestas, a escassez de água e a emissão de gases contaminantes.

Por trás desta iniciativa, estava o senador estadunidense Gaylor Nelson, ao qual se atribui ser o principal animador do que se considera o primeiro grande ato ambientalista no mundo.

O esforço se multiplicou rapidamente e o consenso para que todos os dias 22 de abril de cada ano, se faça um ato para venerar, refletir e advertir sobre as más práticas ambientais que estados, governos e empresas privadas cometem, se faz cada vez mais notório.

A pertinência do conhecimento científico, acerca da realidade que acontece no planeta Terra com a mudança climática, a vulnerabilidade da camada de ozônio e as fraturas nas calotas polares, têm provocado preocupação na comunidade internacional, percepção que se percebe com a proliferação de organização que desde a sociedade civil, têm se convertido em estruturas que alertam para o que nos espera no futuro, se não construirmos um discurso unitário e inclusivo.

O objetivo fundamental de se celebrar este dia é fazer um chamado de consciência sobre a necessidade imperiosa de se lograr um verdadeiro desenvolvimento sustentável em nosso planeta, ‘atuando localmente, mas pensando globalmente’.

O Dia da Terra é uma festa que pertence a todas as pessoas e não está regulada por uma só entidade ou organismo; tampouco está relacionado com reivindicações políticas, nacionais, religiosas, ideológicas e nem raciais.


* Federico Meléndez Valdelamar, é jornalista no Panamá e autor do livro "Jornalismo de Opinião". Tradução de Ulisses A. Nenê para a EcoAgência.

(Envolverde/Ecoagência)

2 comentários:

MSVT disse...

Gostaria de saber de quem é esta imagem e se posso usá-la... se puder responder o meu e-mail é movimentosvt@gmail.com.. obrigado

Ricardo Ferrão disse...

Esta imagem foi retirada do site envolverde (www.envolverde.com.br)