terça-feira, 25 de setembro de 2007

Plano doa 1.200 máquinas para coletar CFC

Empresas de manutenção de geladeira e ar-condicionado poderão receber de graça, a partir desta semana, máquinas que recolhem gases prejudiciais à camada de ozônio. No total, 1.200 equipamentos estão disponíveis para companhias que se cadastrarem no estande do PNUD montado em uma feira de refrigeração em São Paulo, nesta quinta-feira (27) e na sexta (28).

A iniciativa faz parte do Plano Nacional de Eliminação de CFCs, que envolve US$ 26 milhões, doados por um fundo internacional do Protocolo de Montreal. Desse valor, US$ 2,6 milhões foram usados na compra de 2 mil máquinas recolhedoras de CFCs - clorofluorcarbonos, gases utilizados em processos de refrigeração e destruidores da camada de ozônio. Desde o início da distribuição, em 2005, já foram doadas 800 máquinas — ainda restam, portanto, 1.200. Outras 335 foram dadas para empresas que trabalham com manutenção de ar-condicionado de automóveis.

Essas máquinas são usadas na manutenção de produtos antigos: geladeiras, freezers e aparelhos de ar-condicionado que ainda usam gases CFC. Elas armazenam o gás, impedindo que seja liberado na atmosfera. Depois, o gás passa por um processo de limpeza e pode ser reutilizado. O produto pode continuar a usar CFCs ou funcionar com outro tipo de gás. Desde 1999, é proibido fabricar no Brasil aparelhos que usam clorofluorcarbonos.

Para receber o equipamento, as empresas devem estar cadastradas no Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, ter pelo menos um técnico treinado em um curso de boas práticas de refrigeração e fazer uso do gás coletado, que pode ser regenerado.

O estande do PNUD está na 15ª Febrava - Feira de Internacional de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação, Aquecimento e Tratamento de Ar, no Centro de Exposições Imigrantes, no km 1,5 da Rodovia dos Imigrantes, na Água Funda. Em comemoração ao aniversário de 20 anos do Protocolo de Montreal - acordo em que 191 países se comprometeram a adotar medidas para reduzir a produção e o consumo de gases prejudiciais à camada de ozônio -, o PNUD participa do evento com uma palestra diária e divulga ações ligadas a redução de poluentes.

Desde 2005, foram recolhidas e regeneradas 6,5 toneladas de gás provenientes do sistema de refrigeração doméstico e comercial. Os processos com as máquinas distribuídas pelo PNUD envolveram 3 toneladas. O restante (3,5 toneladas) foi recolhido com equipamentos comprados pelas próprias empresas

O Plano Nacional de Eliminação de CFCs também viabilizou a instalação de três centros de regeneração de gás: dois em São Paulo, um no Rio de Janeiro. Até o fim do ano, o governo deve implantar duas outras unidades.

“As empresas recolhem e armazenam o gás e podem vendê-lo para centros de regeneração ou investir na regeneração e reutilizar o gás”, afirma o assistente do PNUD para o Plano Nacional de Eliminação de CFCs no Brasil, Anderson Moreira. “O gás reciclado tem a mesma qualidade do novo”, afirma. (PimaPagina/Pnud)

3 comentários:

Sabiá disse...

Utilizamos muito o gas freon, gostariamos de adquirir a maquina que o recolhe, pois queremos fazer a nossa parte contribuindo com o meio ambiente. Gostaria de saber a quem recorrer, aguardo uma resposta. Obrigada

contato: telma_jacarezinho@hotmail.com

vilhena-RO 11/12/07

Educação Ambiental - DEA/MMA disse...

Paula Braga do PNUD estará entrando em contato para maiores informações.

Anônimo disse...

Moro em Porto Alegre, tenho a mais de 15anos 01 empresa onde trabalhamos com CFC, sou cadastrado no IBAMA gostaria de saber como receber uma Maquina Recolhedora/Recicladora de CFC, a quem devo me dirigir e/ou cadastrar.

sds
EVS Refrig. e Arcond. Ltda.
Enio Schwochow - CREA 3620/82

email : evsarcond@click21.com.br